Abaixo-assinado contra filme do Porta dos Fundos tem 1,6 milhão de assinaturas

Compartilhe
Read Time1 Minute, 42 Second

Religiosos pedem para que filme de ‘Jesus gay’ seja removido do catálogo da Netflix, acusando o grupo humorístico de blasfêmia; veja detalhes

O abaixo-assinado que pede pela remoção do longa ‘ A Primeira Tentação de Cristo ’ do catálogo da Netflix já tem mais de 1,6 milhão de assinaturas. Organizada pelo cerimonialista Alex Brindejoncy no site Charge.org, a petição também pede para que o grupo Porta dos Fundos seja responsabilizado por blasfêmia.

O filme dirigido por Rodrigo Van Der Put sugere que Deus (Antonio Tabet), Maria (Evelyn Casto) e José (Rafael Portugal) formam um triângulo amoroso. Jesus Cristo (Gregório Duvivier) é gay, e retorna de uma viagem de 44 dias pelo deserto com o namorado Orlando (Fábio Porchat).

Protestos

Dom Henrique Soares da Costa, bispo da Diocese de Palmares (PE), fez um post no Facebook criticando a produção. “Eu era assinante da Netflix. Nesta semana, desfiz a minha assinatura”, diz o religioso.

“Imaginem um filme debochado e desrespeitoso ao extremo com alguém a quem você ama — com o seu pai, com a sua mãe, com coisas que lhe são muito caras e definem e alicerçam a sua vida… Como reagir?”, finaliza o bispo, que também pede para que os fiéis cancelem a assinatura no serviço de streaming.

O ator Carlos Vereza também disparou contra a obra. ” Porta dos Fundos , vocês são lamentáveis como viventes (…). Nada de novo no front: fazer paródia de Jesus gay e de esquerda, talvez para sublimar desejos e inclinações mal resolvidas”, disse em rede social.

Continue lendo…

3 1
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
100 %
Close