Para seus contatos
Read Time1 Minute, 6 Second

Ela apresentou duas carteiras da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), sendo uma de Minas Gerais e outra de São Paulo

Uma advogada de 30 anos foi detida na madrugada desse domingo (29) após invadir a casa de um promotor de Justiça em Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, armada com uma faca.

Conforme o boletim de ocorrência, ela teria tomado a atitude após seu ex-marido e ex-juiz na cidade, R.F, receber uma ligação sendo ameaçado e isto resultaria em uma acusação contra ela. P.B.A, ainda de acordo com o BO, teria dormido numa casa próxima ao do promotor.

P.B.A havia sido detida em 2019, ao tentar entrar na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá, com uma câmera espiã e outros acessórios proibidos no local. Na época, os agentes suspeitaram que ela entregaria o material para algum preso.

Também foi encontrado um papel com instruções de como ligar, gravar e desligar a câmera espiã. A câmera tinha um formato de controle remoto e um cartão de memória.

Ela apresentou duas carteiras da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), sendo uma de Minas Gerais e outra de São Paulo. Desde então, a advogada passou a residir na residência de seus clientes denunciados e presos preventivamente pelo homicídio do prefeito de Colniza, da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *