Aos gritos e sem ajuda, prisioneira dá à luz sozinha em cela nos EUA

Read Time1 Minute, 29 Seconds

Caso ocorreu em julho de 2018 em uma penitenciária de Denver, no estado do Colorado. Imagens mostram detenta pedindo ajuda com fortes dores, em vão

Uma cena registrada há pouco mais de um ano em uma penitenciária de Denver, no estado do Colorado, mas revelada só agora, causou perplexidade nos Estados Unidos: uma câmera de segurança flagrou o momento em que uma detenta deu à luz sozinha em sua cela, aos gritos, sem qualquer ajuda.

Nas imagens, Diana Sánchez, de 26 anos, aparece deitada em um colchão duro, com dores intensas, tentando forçar a saída do bebê.

Apesar da falta de ajuda no parto, a detenta contou, em denúncia sobre o caso, que havia alertado a guardas da unidade, seis horas antes, que estava entranhado em trabalho de parto.

De acordo com a denúncia, que acabou agora reportada pela imprensa norte-americana, Diana teria pedido ajuda em “pelo menos oito oportunidades”, com relatos de que já sentia as contrações. Mesmo assim, nada foi feito.

O caso aconteceu em 31 de julho do ano passado. A advogada da presidiária, Mari Newman, entrou esta semana com processo contra a administração da unidade penitenciária de Denver e seis funcionários.

A denúncia explicita que um enfermeiro teria observado toda a agonia de Diana de fora da cela sem oferecer assistência ou alívio para a dor. Após o menino – chamado Jordan – nascer, ele teria entrado na cela e o levado.

“Não prestar assistência a uma mulher em trabalho de parto e a um bebê que nasce sem assistência médica, em uma cela suja de prisão, não é civilizado. O enfermeiro levou o bebê sem qualquer compaixão”, relatou a advogada de Diana.

0 0
0 %
Happy
0 %
Sad
0 %
Excited
0 %
Angry
0 %
Surprise
Close