Josival Rodrigues, conhecido como “Cueca” foi executado e teve o corpo jogado em uma vala

Amordaçado, com mãos e pés amarrados, com tiros na nuca. Assim foi encontrado  o corpo do ex-Chefe do Departamento de Transporte da Assembléia Legislativa Josival Rodrigues da Silva, 48, conhecido pelos amigos como “Cueca”, em uma vala, na rua Capão da Canoa, no bairro Três marias, em Porto Velho, no dia 28 de abril deste ano.

Josival era assessor do ex-deputado estadual Hermínio Coelho, e passados quase três meses, a polícia segue sem pistas dos assassinos, e não sabe sequer os motivos da execução.

Pela forma como o crime foi praticado, policiais acreditam que Josival tenha sido rendido quando se encontrava em sua casa por três ou quatro elementos sob a mira de armas de grosso calibre.

No sábado 27, por volta das 20h30, Josival foi visto na Rua Alexandre Guimarães, a três quadras da José Amador dos Reis, onde costumava jantar em um restaurante de assados de peixe.

A polícia soube, que dias antes do crime ele havia vendido um táxi que trabalhava na praça na condição de “compartilhado”, mas não se sabe se isso teria alguma relação com o crime.

O caso segue sem solução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *