Audiência Pública sobre expansão da Zona Portuária alcança sua finalidade

Compartilhe
Read Time2 Minutes, 39 Seconds

Empresários saíram satisfeitos com o posicionamento do presidente da Câmara e dos vereadores que se comprometeram a regulamentar a Zona Portuária de Porto Velho

O Vice-presidente da Fecomércio Rondônia, Gladstone Frota, juntamente com os conselheiros Hélio Natori, Fernando Casal e Abraão Viana, estiveram presentes na manhã desta sexta-feira (22), na Câmara de Vereadores, durante Audiência Pública que tratou sobre a Expansão da Zona Portuária do Belmont, melhoria da mobilidade urbana, além da manutenção e expansão de empresas contribuintes instaladas no município.

A Audiência foi conduzida pelo presidente da casa vereador Edwilson Negreiros, acompanhado dos vereadores Pastor Sandro, Joelna Holder e do secretário Municipal de Regularização Fundiária-SEMUR, Edemir Monteiro, entre outras autoridades e representantes de empresas do Belmont.

Após a abertura dos trabalhos o Engenheiro e empresário Francisco Carvalho destacou sobre um projeto para a Zona Portuária do Belmont, onde estão presentes 26 empresas que recolhem por ano mais de R$ 1 bilhão para o Estado e cerca de R$ 160 milhões para o Município de Porto Velho. Foi solicitada pelas empresas uma solução para os problemas fundiários e de infraestrutura que, segundo elas, estão a mais de 30 anos sem solução. O secretário Edemir Monteiro disse que já existe uma proposta inicial diferente no Plano Urbano da cidade, o qual não poderia alterar mais por estar, tecnicamente fechado, porém, que o assunto poderia ser tratado pela Câmara na sua tramitação. Depois de sua fala o presidente Edwilson Negreiros disse que, com certeza, o problema receberia a atenção que merece dos vereadores e que, na sua gestão, sempre procurou facilitar a vida das empresas por considerar essencial para o futuro da cidade. Edwilson se comprometeu a tratar com urgência, o pedido feito pelos empresários.

Também fez uso da palavra o presidente da Sociedade de Portos e Hidrovias do Estado de Rondônia – SOPH, Amadeu Hermes Santos da Cruz, que frisou a importância do Porto do Pecém no Ceará como exemplo, ressaltando a necessidade de se agir com presteza na solução de problemas. Segundo ele, “a falta de definição da zona portuária é um problema de extrema gravidade e que afeta o futuro de Porto Velho e do próprio Estado de Rondônia”, daí, aplaudir e afirmar que “O presidente está fazendo história resolvendo, como já resolveu, a questão de Portochuelo, e, agora, o da Zona Portuária. É uma questão vital para a cidade, para as pessoas, pois, facilitar a vida das empresas é gerar empregos, o que necessitamos muito no momento atual”.

Em nome da Fecomércio, o vice-presidente Gladstone Frota, disse que lamenta que um problema como este, que afeta tantas empresas importantes para a economia estadual somente, agora, estivesse sendo amplamente discutido. “Nossa entidade está sempre a favor do desenvolvimento do Estado. Parabenizamos essa casa de leis em nome do presidente Edwilson Negreiros, pelo trabalho em prol do futuro do município de Porto Velho. Podem contar com o apoio do Sistema Fecomércio”, finalizou Gladstone Frota.

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
Close