Para seus contatos
Read Time1 Minute, 25 Second

Agora a culpa é do comércio…

O dólar fechou em alta nesta quarta-feira (12) e bateu o quarto recorde consecutivo em relação ao real, diante da divulgação de dados decepcionantes do varejo brasileiro e do maior otimismo quanto à contenção da epidemia de coronavírus na China.

A moeda norte-americana encerrou o dia vendida a R$ 4,3505, em alta de 0,55%. Na máxima da sessão, chegou a R$ 4,3535, também máxima nominal durante as negociações.  No mês, a moeda acumula alta de 1,53% e, no ano, tem valorização de 8,5%.

Na terça, o dólar encerrou a sessão vendida a R$ 4,3269, em alta de 0,10%, no maior patamar nominal de fechamento já registrado. Já o dólar turismo, vendido nas casas de câmbio, fechou a R$ 4,51 sem o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Nas casas de câmbio, incluído o tributo, já era vendido acima de R$ 4,75.

Dados do comércio decepcionam

As vendas no varejo recuaram 0,1% em dezembro na comparação com o mês anterior e subiram 2,6% sobre um ano antes, de acordo com dados do IBGE, em resultado abaixo da expectativa em pesquisa da Reuters. No acumulado em 2019, o comércio registrou alta de 1,8%, mas mostrou perda de força em relação aos 2 anos anteriores. Via G1

||+destaques