Ellen DeGeneres detalha como foi abusada pelo padrasto na adolescência

Read Time2 Minutes, 6 Seconds

Com seu relato, a apresentadora destacou que pretende inspirar outras mulheres para que percam o medo “de ter uma voz e dizer não”

A apresentadora de televisão e atriz Ellen DeGeneres revelou que foi abusada sexualmente pelo padrasto quando tinha 15 anos, segundo informou nesta terça-feira o jornal americano USA Today, que antecipou trechos de uma entrevista.

Segundo DeGeneres, sua mãe foi casada por um tempo com um homem que aproveitava os dias nos quais a esposa estava fora da cidade para tocar a atual apresentadora de forma inadequada.

“Ele me dizia, quando ela estava fora da cidade, que tinha notado um caroço no peito e precisava tocar meus seios porque não queria preocupá-la, mas precisava sentir o meu”, disse a estrela da TV durante uma entrevista ao programa “O Próximo Convidado Dispensa Apresentações com David Letterman“, que a Netflix lançará na próxima sexta-feira.

DeGeneres declarou ainda que, após tê-la convencido, seu padrasto tentou tocar seus seios “várias vezes”.

Esta não é a primeira vez que a apresentadora cita abusos sexuais que sofreu na adolescência, como contou em 2005 em entrevista à revista “Allure“. De acordo com ela, os toques inadequados foram além, e o padrasto, já falecido, tentou invadir seu quarto.

“Tentou entrar no meu quarto, pulei pela janela e corri, porque me dei conta de que ele estava atrás de algo mais”, afirmou.

A apresentadora também disse que não quis contar sobre o incidente à sua mãe, que então sofria de câncer, porque “a estava protegendo e sabia que arruinaria sua felicidade”.

Com seu relato, DeGeneres destacou que pretende inspirar outras mulheres para que percam o medo “de ter uma voz e dizer não”.

“Essa é a única razão pela qual acredito que é importante falar sobre isso, porque há muitas meninas jovens, e não importa a idade que tenham”, continuou.

“Quando vejo o que as pessoas falam, especialmente agora, me irrita quando não se acredita nas vítimas, porque simplesmente não inventamos coisas. Eu gosto dos homens, mas há muitos que se safam”, completou.

DeGeneres disse publicamente que era lésbica em 1997 e, após a entrevista de 2005, assegurou que os incidentes não tiveram nada a ver com sua orientação sexual.

“As pessoas para quem confiei isso antes diziam: ‘Oh, é por isso que você é lésbica’. Mas antes disso era lésbica. Minhas primeiras lembranças são como lésbica”, explicou.

(Com EFE)

0 0
0 %
Happy
0 %
Sad
0 %
Excited
0 %
Angry
0 %
Surprise
Close