Para seus contatos
Read Time2 Minute, 19 Second

Não tem mais nada para fazer além de masturbação e assistir ‘BBB’”

A quarentena do novo coronavírus pode ser difícil para muita gente, até mesmo para os famososGeisy Arruda, gente como a gente, faz parte do grupo de pessoas que sofreu nos primeiros dias em casa. A modelo estava no Ceará semana passada e voltou correndo para ficar com a família quando a doença “explodiu” em São Paulo no último fim de semana, mas não soube lidar bem com o excesso de informações sobre a covid-19.

“Comecei a ver tudo do noticiário para me atualizar, me consumiu de uma maneira… Foi desesperador, um gatilho para a minha ansiedade. Tive febre, acabei tendo que me medicar por dois dias e dormi muito. Agora que estou voltando ao normal”, conta em entrevista ao Yahoo. Ela se blindou das notícias ruins e, agora, só vê desenhos animados na TV. “Estou só assistindo ‘Pokémon’, não quero nem saber. É uma opção minha mesmo”, completa.

A morena é a chefe da família neste momento. Ela, que mora com os pais, reflete sobre a sensação de impotência. “Tento proteger minha família porque minha mãe e meu pai fazem parte do grupo de risco. Então eu vou ao mercado, cuido deles… Mas nós não temos muito controle das nossas vidas agora. Perdemos a liberdade de fazer coisas simples”, diz. Entretanto, a eterna musa do vestido pink faz apelos nas redes sociais para que seus seguidores sigam as recomendações da comunidade médica. “Fiquem em casa”, reforça.

No trabalho, Geisy também teve alguns prejuízos: a modelo iria à Argentina em abril e para Portugal em junho para fazer publicidade de marcas, mas as viagens foram canceladas. “Estava negociando um ‘job’ com um site de encontros, mas não fechamos. Como vou fazer propaganda promovendo encontros se ninguém pode sair de casa?”, dispara.

Após ter crise de ansiedade na quarentena, Geisy se diverte com as paqueras online (Foto: Reprodução/Instagram @geisy_arruda)
Após ter crise de ansiedade na quarentena, Geisy se diverte com as paqueras online (Foto: Reprodução/Instagram @geisy_arruda)

Vida amorosa em tempo de coronavírus

Geisy precisou se adaptar à nova realidade para não “surtar” sem os encontros físicos. Sem opções, ela investe na paquera virtualmente, mesmo não sendo muito fã de se relacionar à distância. “Tenho preguiça da conversa. Quando conheço alguém, quero logo marcar um jantar, saber como é a pegada… Mas é o que tem para hoje, né? Antes eu era mais exigente, agora nem tanto. Tô dando chance para todo mundo”, brinca.

E o sexo? “É terrível ficar sem sexo. Não aguento mais! Meu acervo de nudes já foi todo, preciso fazer mais fotos. Não tem mais nada para fazer além de masturbação e assistir ‘BBB’”, opina. Geisy conta que Felipe é o seu favorito ao prêmio de R$ 1,5 milhão. “A carência me fez achar o Prior bonito”, finaliza Geisy. Via Yahoo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *