Em vídeo emocionante, Lima Duarte se despede de Migliaccio, “Os que lavam as mãos, o fazem numa bacia de sangue”

Para seus contatos
Read Time1 Minute, 8 Second

Migliaccio faleceu nessa segunda-feira, aos 85 anos, em seu sítio, em Rio Bonito-RJ

Um dia após a morte do ator Flávio Migliaccio, aos 85 anos, seu colega de profissão, Lima Duarte, fez uma homenagem pelas redes sociais. Por meio de um vídeo, Duarte, de 90 anos, relembrou dos momentos com o amigo, num discurso emocionante de quase cinco minutos.

+ de 3,6 mil ouvintes. Confira nosso podcast

Duarte citou a ditadura militar como um dos períodos mais difíceis vividos pelos atores e desabafou sobre a situação atual do país.

“Agora, quando sentimos o hálito putrefato de 64, o bafio terrível de 68, agora, 56 anos depois, quando eles promovem a devastação dos velhos, não podemos mais. Eu não tive a coragem que você teve”, disse Lima Duarte.
A fala de Duarte se refere a um trecho da carta deixada por Migliaccio, que dizia que “foram 85 anos jogados fora num país como este”.

Lima Duarte encerrou a homenagem dizendo a seguinte frase: “Os que lavam as mãos, os fazem numa bacia de sangue”.

Flávio Migliaccio foi encontrado morto em seu sítio, na Serra do Sambê, na cidade de Rio Bonito/RJ. O caseiro do imóvel foi quem encontrou o ator sem vida, no quarto. No mesmo local, foi encontrada a carta deixada por Migliaccio. A polícia investiga a causa da morte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *