A lutadora Ashley Massaro, que marcou época na WWE na década passada, morreu aos 39 anos na última quintafeira (16), informou a organização que produz disputas que mesclam técnicas da luta livre com entretenimento. A causa da morte não foi divulgada. Amigos próximos afirmaram que a ex-lutadora sofria de depressão. Ashley foi encontrada inconsciente em casa, recebeu manobras de ressuscitamento na ambulância e morreu no hospital.

Ela também sofria de fortes dores de cabeça, decorrentes de traumatismos craniano e cervical nas lutas, que só aliviavam com analgésicos opioides que a levaram a se viciar neles, também vinha passando dificuldades financeiras, a idade não ajudava a obter uma colocação no mercado de trabalho e estava vivendo apenas de uma participação em um programa de rádio da sua cidade.

Ashley Massaro, que faria 40 anos na próxima semana, participou da organização entre 2005 e 2008, se tornando um dos rostos mais conhecidos da WWE no período. A lutadora também trabalhava como modelo e foi capa da Playboy em abril de 2007.

“Estamos tristes ao saber da morte da ex­-estrela da WWE Ashley Massaro. A WWE oferece suas condolências à família e amigos de Ashley”, disse a organização em nota oficial. Desde que deixou a WWE, Ashley Massaro continuou participando de outros eventos de menor expressão da modalidade. Em uma mensagem postada há dois meses no Twitter, a lutadora disse que treinava para voltar aos ringues.