Segundo nota, mulher só relatou que foi vítima de estupro após os representantes do jogador negarem um acordo

Os ex-advogados da mulher que acusa Neymar de ter cometido estupro disseram ter certeza de que a agressão aconteceu e pode ser provada. Através de nota divulgada nesta terça-feira (05), os advogados detalhou como foi o contato entre a vítima e os representantes do craque. Eles disseram ainda que as autoridades decidirão se houve estupro ou não.

Na tarde desta quarta-feira, o programa ‘Fofocalizando’, do SBT divulgou imagens que supostamente seriam da vítima. As fotos mostram o corpo da jovem com vários hematomas. Veja:

Apesar da vítima ter mudado a acusação, de estupro para agressão, os advogados dizem que quem deverá decidir como enquadrar a infração são as autoridades. “A Autoridade Policial e o Ministério Público podem e têm condições de capitular o crime como quiserem: agressão, estupro ou os dois”, afirma a nota. 

Por fim, a nota diz que está ao lado da mulher no caso contra Neymar . “Nos solidarizamos com a dignidade da nossa ex-cliente, repugnando todas as manifestações preconceituosas a ela dirigidas, bem como todas as tentativas diminuir sua pessoa. Somos todos humanos e nada justifica a investida de pessoas que tentam tirar a dignidade de outras seja por qual motivo for. Não compactuamos com o linchamento público de uma mulher que tem direito a exercer sua pretensão de justiça, como qualquer um de nós”, conclui o esclarecimento.