Ex-gerente do Itaú no RJ é investigada por roubar R$ 2 milhões de clientes

Read Time1 Minute, 37 Seconds

A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar uma gerente de banco em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, que teria aplicado golpe em clientes. Segundo a polícia, ela teria se aproveitado da boa relação com os clientes para roubar dinheiro das contas deles.

A informação é do portal G1, segundo o qual comprovantes recolhidos pelas vítimas mostram que a investigada fazia saques, empréstimos e transferências bancárias de maneira ilegal. Ao todo, pelo menos dez pessoas prestaram queixa contra a gerente na delegacia.

“Ela era muito íntima dos clientes, ligava para os clientes à noite, ela ligava dizendo que ia estar de férias. A mesa dela, no dia de natal, na época de natal, era farta de presentes. (…) Os idosos, os mais jovens, as pessoas que não tinham aquele hábito de ler extrato, caíam no golpe”, afirmou, ao portal, a advogada Juliana Pinheiro.

Uma das vítimas foi Guilherme Cabral, que contou ter procurado a polícia depois de dar falta de cerca de R$ 88 mil que tinha recebido como herança da mãe.

“Eu quero justiça, eu quero justiça. Minha mãe confiava nela e assim eu passei a confiar também nela e deu no que deu”, afirmou.

De acordo com a polícia, a gerente trabalhou em uma agência do Itaú em Icaraí, na zona sul de Niterói, durante duas décadas. Ela foi demitida em junho passado, e só após o desligamento os clientes descobriram que tinham sido vítimas da fraude que, segundo a polícia, pode chegar a R$ 2 milhões.

O Itaú Unibanco informou que a gerente não trabalha mais no grupo e que abriu um processo administrativo interno para apurar o caso. O banco disse ainda que os clientes que tiveram algum prejuízo já estão sendo ressarcidos.

0 0
0 %
Happy
0 %
Sad
0 %
Excited
0 %
Angry
0 %
Surprise
Close