Farmacêutica Roche decide encerrar produção de medicamentos no Brasil

Para seus contatos
Read Time1 Minute, 14 Second

Fechamento da fábrica da empresa no Rio de Janeiro está previsto para ser concluído entre quatro e cinco anos

O grupo farmacêutico suíço Roche decidiu encerrar a produção de medicamentos no Brasil. Em comunicado, a companhia informou as atividades de sua fábrica, localizada em em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, deverão ser totalmente encerradas entre quatro e cinco anos.

A Roche Farma Brasil, divisão do grupo no país, manterá a sede e o escritório administrativo em São Paulo, e o centro de distribuição que possui em Anápolis (GO).

Segundo a empresa, não há previsão de redução do quadro de funcionários no Rio de Janeiro em 2019, em decorrência do anúncio. Atualmente, são 440 empregados na unidade.

“Nossos colaboradores receberão o melhor suporte possível, com tratamento transparente e respeitoso, ao longo deste período de transição”, disse, em comunicado, Patrick Eckert, presidente da Roche Farma Brasil.

A empresa atribuiu a decisão à estratégia global de “concentrar os esforços em produtos inovadores de alta complexidade e baixo volume de produção”.

Segundo a Roche, os medicamentos produzidos atualmente no país (Bactrim, Bonviva, Cymevene, Dilatrend, Dormonid, Lexotan, Prolopa, Rivotril, Rocaltrol, Rohypnol e Valium) consistem em produtos de alto volume e baixa complexidade, “o que torna a operação do Rio de Janeiro pouco sustentável”.

“A Roche reforça seu compromisso de continuar abastecendo os pacientes com os medicamentos de alta qualidade hoje fabricados no Rio”, acrescentou.

A empresa informa em seu site ter 1.200 colaboradores em toda a operação no Brasil.

By [email protected]

Jornalista, editor de Painel Político, consultoria e assessoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assuntos relacionados