Para seus contatos
Read Time1 Minute, 17 Second

Anderson levou um tapa no rosto quando pedia ajuda nas ruas de Sinop

O homem que foi agredido com um tapa no rosto pelos empresários Adonias Correia Santana e Hildebrando José dos Santos, agradeceu, em vídeo, a ajuda que o ex-jogador Juninho Pernambucano deu para ele.

Anderson, que é dependente químico, será internado por um ano em uma clínica de reabilitação (um desejo antigo, mas não tinha recursos) para tratar do vício.

Em seu perfil no Twitter, o ex-jogador explicou ainda que o advogado e professor Rogério Pereira não vai cobrar nada pelo futuro processo que será movido contra os empresários.

Adonias é dono de uma madeireira em Tabaporã, na região norte do Mato Grosso. Ele e Hildebrando, que filmou o crime, devem responder por injúria real – quando há ofensa da dignidade de alguém com agressão física -, lesão corporal e constrangimento ilegal. Adonias também é tesoureiro do PSL, e a legenda informou que vai expulsa-lo.

Hildebrando dos Santos é dono de uma empresa de construção e maquinários agrícolas em Sinop.

O vídeo gravado pelo motorista está repercutindo nas redes sociais. As imagens mostram os dois homens em um carro conversando com uma pessoa que está pedindo ajuda na rua. Eles oferecem dinheiro, falam sobre a crise que o país está passando e perguntam se o rapaz tem recebido ajuda.

No entanto, o gesto que parecia ser de generosidade era apenas uma isca para agredir a vítima.

A cena foi filmada pelos próprios agressores e está circulando na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *