Comércio sobre palafitas funciona no lado boliviano do Rio Guaporé, em Costa Marques (RO)

O local era precário, antigo e com milhares de produtos altamente inflamáveis, como roupas, brinquedos de plástico, e gasolina. Assim era o centro comercial na localidade de Buena Vista, fronteira da Bolívia com o Brasil, em Costa Marques (Rondônia). O local pegou fogo durante a noite da última segunda-feira e de acordo com as autoridades brasileiras ainda não foi totalmente extinto.

Cerca de 200 bolivianos que viviam e trabalhavam no local fugiram do incêndio para o Brasil. Não se sabe as causas do incêndio. Nenhuma vítima fatal ou feridos foram informados até o momento.

Às 21h30 de segunda-feira, o coronel Marcos Rocha, governador de Rondônia, escreveu em sua conta no Facebook que o Brasil enviou policiais bombeiros, ambulâncias e suporte técnico a Buena Vista. “Se não fosse pela dedicação e compromisso do nosso povo, a situação poderia ser pior”, diz ele.

Ele também ressaltou que não foram relatados feridos ou vítimas fatais. “Médicos, técnicos de enfermagem e enfermeiras estão de plantão para atender qualquer eventualidade”, acrescentou.

“O prefeito do município de Costa Marques, Mirandão, imediatamente apoiou as vítimas, mobilizou e está fazendo uma coleção de colchões, remédios e todo o necessário para que nossos irmãos bolivianos sejam atendidos em Costa Marques”, explicou o deputado estadual da Bolívia Paul Bruckner ao jornal El Deber, um dos principais da Bolívia.

Veja como era o local anteriormente