Morre mulher que teria sido envenenada após encontro com namorado que conheceu na internet

Compartilhe
Read Time1 Minute, 57 Second

Ela estava internada no Hospital de Clínicas de Ribeirão Preto desde o dia 12 em estado gravíssimo

A curitibana que estava internada no Hospital de Clínicas de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, com suspeita de envenenamento, morreu nesta terça-feira (23). Ela estava no hospital desde o dia 12 em estado gravíssimo e inconsciente. O que a família sabe é que a nutricionista, de 35 anos, saiu de Curitiba para encontrar o namorado que conheceu pela internet.

De acordo com informações repassadas, na última sexta-feira (18), pela assessoria da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), um funcionário público estadual, de 69 anos, pai da vítima, informou que a família mora em Curitiba e a mulher teria conhecido um homem de Ribeirão Preto pela internet. Ele esteve em Curitiba para conhecer pessoalmente a nutricionista, mas não se apresentou à família dela. Na ocasião, ela ficou fora de casa por três dias.

Ainda segundo as informações repassadas pelo pai à polícia, a filha discutiu com o rapaz, terminou o relacionamento e registrou um Boletim de Ocorrência de ameaça e injúria em uma delegacia de Curitiba contra o então namorado.

Uma semana antes de ficar internada, ela viajou para Ribeirão para se encontrar com o suspeito sem a concordância da família. A mulher disse que iria ficar noiva dele em Ribeirão Preto.

Ainda segundo a SSP-SP, os familiares receberam um telefone do Hospital das Clínicas avisando que moça havia dado entrada no local e estava internada. Segundo informações recebidas pelo hospital, os dois estavam em um motel onde o homem supostamente trabalha.

Investigação

O pai da nutricionista compareceu na Delegacia de Defesa da Mulher de Ribeirão Preto para registrar um boletim de ocorrência sobre o estado de saúde de sua filha, de 35 anos. O caso está sendo investigado pelo órgão.

A curitibana estava internada e há suspeitas de que ela tenha sido envenenada e agredida, pois estava com quadro de falência de alguns órgãos e tinha hematomas pelo corpo. Porém, a Polícia Civil não confirma estas hipóteses.

A família conseguiu localizar o rapaz no motel onde ele vive e trabalha. Ele apenas disse que os dois estavam juntos no dia 12 e que ela passou mal. Ele deve ser ouvido pela polícia nos próximos dias.

Os nomes dos envolvidos não foram revelados pela SSP-SP.

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
Close