Painel Político

Revista, é uma editoria do site Painel Político, e apresenta notícias variadas sobre tecnologia, streaming, variedades, famosos, fatos do cotidiano no Brasil e no mundo.

Mulher confessa ter assassinado o marido e decepado o pênis dele

Para seus contatos
Read Time1 Minute, 23 Second

O homem tinha um histórico de violência doméstica, com 8 BOs e uma medida protetiva contra ele

Uma mulher se entregou à polícia e confessou ter matado o marido e decepado seu pênis em Vila Pavão, no Espírito Santo, a 283 km de Vitória. O crime teria acontecido no sábado (12), e ela procurou a delegacia de São Mateus (a 100 km de Vila Pavão) dois dias depois.

A suspeita informou a polícia sobre o local onde enterrou o corpo do marido, e os acompanhou até os fundos do imóvel. A equipe de peritos encontrou o homem enterrado numa cova rasa, com diversas perfurações no pescoço. Não foi divulgada a identidade ou a idade nem da vítima, nem da mulher.

A mulher compareceu à delegacia dois dias depois do crime (Foto: Murilo Binow/Google Street View)

Em consulta ao Sistema Integrado de Inteligência de Segurança Pública, os policiais constataram que ela já havia registrado oito boletins de ocorrência contra o companheiro por violência doméstica, e tinha conseguido uma medida protetiva. Os investigadores tentam definir se as agressões foram o que motivou o assassinato.

À PM (Polícia Militar), uma testemunha relata que, antes de se entregar, ela pediu uma carona até Vitória a um vizinho para comparecer com o filho ao velório de um cunhado, irmão do marido morto por ela. O pedido aconteceu antes da confissão, e a fonte não informou se ela chegou a pegar a carona para a capital.

Antes de se dirigir à delegacia, ela também teria ligado para o irmão do dono do imóvel onde a família morava. De acordo com a testemunha, ela confessou o crime para ele também.

Jornalista, editor de Painel Político, consultoria e assessoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo