Para seus contatos
Read Time1 Minute, 38 Second

Homem assassinou criança para se vingar da ex-esposa

Um caso bárbaro chocou a polícia de Brasília. Exames de DNA comprovaram que o corpo de uma criança, encontrado em uma rodovia na Bahia, era de Bernardo Osório, de 1 ano e 11 meses que havia sido raptado pelo pai em uma creche na capital federal no dia 29 de novembro. O corpo de Bernardo foi encontrado no dia 5 último, na região da Chapada Diamantina.

A roupa, um colar de âmbar no pescoço e a cadeirinha usada no carro para transportar a criança, levaram os policiais e a família a acreditar que se tratava de Bernardo. No entanto, por causa do avançado estado de decomposição do corpo, os exames feitos foram inconclusivos.

No mesmo dia do desaparecimento da criança, Paulo Roberto Osório, o pai, mandou mensagens de texto e de áudio para Tatiana Silva, a mãe do menino. As gravações revelam que ele tinha desavenças com a ex e com a avó da criança.

Na última segunda-feira (2), Paulo Roberto de Caldas Osório foi preso em um hotel de Alagoinhas, na Bahia. Ele confessou que dopou o filho com medicamentos usados por ele, para dormir. Osório disse que diluiu três comprimidos no suco de uva que deu ao filho. Em depoimento, ele afirmou que, ao perceber que a criança havia morrido, jogou o corpo em um “mato mais alto, porque estava chovendo e não tinha ninguém olhando”.

Na quarta (4), Osório passou por audiência de custódia em Brasília. O juiz Fellipe Figueiredo de Carvalho converteu a prisão em flagrante em prisão preventiva – por tempo indeterminado.

Continue lendo…