Para seus contatos
Read Time2 Minute, 13 Second

Onze pessoas foram presas preventivamente na manhã desta quarta-feira (11) durante a “Operação Norte”, coordenada pelo Departamento de Narcóticos (Denarc) com apoio da coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE), Delegacia Especializada em Repressão a Extorsões, Furtos e Roubos e Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio, desencadeada para desbaratar a atuação de um grupo criminoso, estruturalmente ordenado, que atuava na distribuição e comercialização de drogas na Zona Norte de Porto Velho.

Investigações

Durante as diligencias para cumprir nove mandados de busca e apreensão, os policiais apreenderam R$ 180 mil em dinheiro e cheque, cinco veículos, inclusive um blindado (uma HRV), diversos documentos e aparelhos celulares.

Segundo o delegado, Silvio Hiroshi Yamaguchi, as buscas foram realizadas em diversos bairros da Zona Norte, mas o principal alvo foi no Bairro Balsa.

Também houve o registro de uma prisão em flagrante durante o cumprimento dos mandados de buscas. Os policiais encontraram cocaína e dinheiro em uma das residências.

Entre os presos na operação, estão quatro presidiários, que foram encaminhados para a delegacia, prestaram depoimento e devolvidos para o presídio.

Ainda segundo o delegado, as investigações continuam e os materiais apreendidos serão analisados.

O delegado explicou que as apurações tiveram início em junho de 2019, quando um dos líderes do grupo foi preso em flagrante pelo Denarc com de 17 quilos de cocaína. “Mesmo preso, as investigações apontaram que ele continuou coordenando a ação do bando de dentro do presídio”, disse Silvio Hiroshi Yamaguchi.

Com o aprofundamento das apurações, os investigadores conseguiram esclarecer toda a dinâmica de atuação dos criminosos, e em setembro de 2019, o principal gerente do bando foi preso em flagrante. Nessa oportunidade o Denarc apreendeu drogas, veículos, apetrechos para o tráfico, insumos, prensa hidráulica e armas de fogo, sendo uma delas pertencente ao acervo da Polícia Civil, furtada em Candeias do Jamari.

Segundo a Polícia, em novembro também de 2019, as investigações foram direcionadas para o objetivo de identificar e prender os fornecedores da droga, sediados no município de Guajará-Mirim, resultando na apreensão de cerca de 55 quilos de cocaína, ocultos na carroceria de uma camionete que trafegava pela rodovia BR-421, no município de Nova Mamoré.

Já em fevereiro de 2020, o Departamento de Narcóticos conseguiu prender os supostos fornecedores dos 55 quilos de cocaína que haviam sido apreendidos em novembro de 2019, ocasião em que cumpriu mais cinco mandados de busca e apreensão, tendo apreendido dinheiro em espécie, documentos e aparelhos celulares dos investigados.

Na última segunda-feira (9), o Denarc prendeu em flagrante mais dois integrantes do grupo, que atuavam na comercialização e distribuição de drogas, principalmente no Assentamento Joana D’Arc, situado na Zona Rural de Porto Velho.