Para seus contatos
Read Time3 Minute, 3 Second

Democracia em Vertigem perdeu para o documentário produzido pelo casal Obama

O filme sul-coreano Parasita foi o grande vencedor da edição do Oscar deste ano, se tornando o primeiro longa não falado em inglês a ganhar a estatueta de melhor filme. E é a primeira vez desde os anos 1950 que a mesma obra vence o Oscar e a Palma de Ouro de Cannes.

Na cerimônia deste domingo (9), o longa de Bong Joon Ho venceu em outras três categorias: diretor, roteiro original e filme estrangeiro. “Vou beber até o amanhecer”, disse o diretor, que homenageou o colega Martin Scorsese, que concorria com ele, em seu discurso de agradecimento.

Favorito da noite, 1917 saiu com três estatuetas: fotografia, mixagem de som e efeitos especiais. Líder de indicações (11), o longa Coringa venceu em duas: ator (Joaquin Phoenix) e trilha sonora.

Indicada à categoria de melhor documentário pelo filme Democracia em Vertigem, a diretora brasileira Petra Costa perdeu para Indústria Americana, longa produzido pelo casal Barack e Michelle Obama.

Democracia em Vertigem

Veja abaixo os vencedores.

Melhor filme

  • Parasita (em cartaz nos cinemas brasileiros)

Melhor diretor

  • Bong Joon Ho, de Parasita (em cartaz nos cinemas brasileiros)

Melhor ator

  • Joaquin Phoenix, de Coringa (em cartaz nos cinemas brasileiros e disponível nas plataformas Looke e NOW)

Melhor atriz

  • Renée Zellweger, de Judy: Muito Além do Arco-Íris (em cartaz nos cinemas brasileiros)
Cena do filme 1917
Favorito à estatueta de melhor filme, ‘1917’ venceu fotografia, mixagem de som e efeitos especiais

Melhor ator coadjuvante

  • Brad Pitt, de Era Uma Vez em… Hollywood (nas plataformas Looke e NOW)

Melhor atriz coadjuvante

  • Laura Dern, de História de um Casamento (na plataforma Netflix)

Melhor roteiro original

  • Parasita, por Bong Joon Ho e Jin Won Han (em cartaz nos cinemas brasileiros)

Melhor roteiro adaptado

  • Jojo Rabbit, por Taika Waititi em cartaz nos cinemas brasileiros)
Joaquin Phoenix em 'Coringa'
Joaquin Phoenix interpreta Arthur Fleck, comediante que vem a se tornar o Coringa

Melhor Direção de Fotografia

  • 1917 (em cartaz nos cinemas brasileiros)

Melhor Animação

  • Toy Story 4

Melhores Efeitos Visuais

  • 1917 (em cartaz nos cinemas brasileiros)

Melhor Curta-metragem (ficção)

  • The Neighbors’ Window (ainda sem previsão)

Melhor Curta-metragem (animação)

  • Hair Love (ainda sem previsão)

Melhor Canção Original

  • (I’m Gonna) Love Me Again, de Rocketman (na plataforma NOW)

Melhor Trilha Sonora

  • Coringa (em cartaz nos cinemas brasileiros e disponível nas plataformas Looke e NOW)

Melhores Maquiagem e Penteados

  • O Escândalo (em cartaz nos cinemas brasileiros)

Melhor Filme em Língua Estrangeira

  • Parasita (Coreia do Sul) (em cartaz nos cinemas brasileiros)

Melhor Documentário (curta-metragem)

  • Learning to Skateboard in a Warzone (If You’re a Girl) (ainda sem previsão)

Melhor Documentário (longa-metragem)

  • Indústria Americana (na plataforma Netflix)

Melhor Figurino

  • Adoráveis Mulheres (em cartaz nos cinemas brasileiros)

Melhor Edição (ou Montagem)

  • Ford vs. Ferrari (já passou pelos cinemas brasileiros. Em pré-lançamento nas plataformas Looke e NOW)

Melhor Direção de Arte

  • Era Uma Vez em… Hollywood (nas plataformas Looke e NOW)

Melhor Mixagem de Som

  • 1917 (em cartaz nos cinemas brasileiros)

Melhor Edição de som

  • Ford vs. Ferrari (já passou pelos cinemas brasileiros. Em pré-lançamento nas plataformas Looke e NOW)

Via BBC Brasil

||+destaques