Para seus contatos
Read Time1 Minute, 51 Second

O corpo de Aline Miotto Nadolny foi encontrado em um matagal na região metropolitana de Curitiba

Aline Miotto Nadolny, 27 anos, foi encontrada morta em um matagal em Piraquara, região metropolitana de Curitiba, no último dia 6. Segundo o delegado que investiga o caso, Reinaldo Zequinão, a terapeuta ocupacional foi assassinada pelo próprio pai, que agiu em um momento de “ataque de raiva”. O motivo seria uma briga sobre o valor da pensão da irmã mais nova da vítima.

“A motivação seria um desacordo que ele mantinha com a mãe da vítima sobre o valor de uma pensão de uma irmã menor da vítima. Ele foi atrás dela para que ela intermediasse uma redução dessa pensão”, disse o delegado ao G1.

Aline teria se recusado a entrar na briga dos pais. “Em razão disso, ele teve um rompante de ódio e partiu para cima dela”, afirmou. 

O acusado Luiz Carlos Naldony está preso preventivamente. Ele prestou depoimento e confessou o crime. “Já no primeiro momento que o pessoal da investigação o abordou, ele já confessou. Admitiu a participação no crime, na autoria do crime. No interrogatório formal, também confessou”, contou o delegado.

O superintendente da Delegacia de Piraquara, Job de Freitas, contou que Luiz Carlos Nadolny costumava ter um bom relacionamento com a filha, mas que fazia três anos que eles não se encontravam.

“Quando ele estava matando, a menina falava: ‘pai, eu te amo'”, contou o superintendente.

A polícia chegou até Luiz Carlos Nadolny após identificar o veículo, com a ajuda de câmeras de segurança. De acordo com o delegado, o carro pertence à esposa do suspeito. Houve também denúncia anônima.

Corpo de Aline foi encontrado em matagal ao lado da Colônia Penal Agrícola, em Piraquara — Foto: Reprodução/RPC

“Se mostrou arrependido”, afirmou o delegado sobre o suspeito. Apesar de Luiz Carlos Nadolny estar preso, o delegado disse que a investigação continua para que o caso seja totalmente esclarecido.

No dia em que o corpo de Aline foi encontrado, a Polícia Civil havia informado que o marido dela que tinha o achado. Porém, nesta sexta-feira, o delegado disse que, na verdade, moradores da região que encontraram o corpo em um matagal ao lado do presídio.