Perfil no Twitter denuncia estupro no Recife

Compartilhe
Read Time3 Minutes, 0 Seconds

Ele pode até não ser preso por ser de menor, mas que a vida dele vai se tornar um inferno a partir de hoje, vai! Eu vou fazer questão de acabar com a vida dele!”

Na tarde desta quarta-feira (28), um perfil anônimo no Twitter fez diversas publicações sobre um suposto caso de abuso sexual no Recife. De acordo com a autora das tuitadas, o episódio aconteceu ainda neste ano. “Então galera, no mês de junho eu fui estuprada por um garoto aqui de Recife que eu vou expor para todos saberem a pessoa que esse lixo é e todo sofrimento que estou passando a muito tempo. Felizmente consegui me abrir para minhas amigas e família, todos estão me dando força!” diz a primeira publicação.

Em poucas horas no ar, o perfil já havia conquistado mais de 7.000 seguidores. De acordo com a suposta vítima, exames de corpo de delito já foram feitos e advogados contratados, mas ainda não é o suficiente. “Mesmo que eu consiga a justiça que eu quero, nunca irei esquecer isso que aconteceu, todos os dias eu lembro e choro. Ele pode até não ser preso por ser de menor, mas que a vida dele vai se tornar um inferno a partir de hoje, vai! Eu vou fazer questão de acabar com a vida dele!”

Em outras postagens, a dona do perfil explica o que aconteceu: “Um dos motivos que eu me calei por tanto tempo foi pq quando aconteceu o ocorrido eu estava bêbada, me culpei muito e sempre falava pra mim mesma que a culpa foi minha por eu estar bêbada. Mas agora eu cai na realidade e cheguei na conclusão que a culpa não foi minha!” escreve. “Depois da festa eu aproveitei para deitar um pouco no quarto da minha amiga pq eu estava muito tonta, ele chegou  no quarto e trancou a porta, eu ainda tentei empurrar ele várias vezes quando ele tava em cima de mim, mas eu estava sem forças e sem reação pq eu estava bêbada.” E completa: “Eu só me lembro que quando eu acordei estava sangrando muito e fui correndo para o banheiro tomar banho, não queria que ninguém precebesse. Eu era virgem até antes disso, nunca tive relação sexual com nenhum menino e acho que vai ser difícil ter pq eu fiquei traumatizada.”

O outro lado

O nome do possível agressor foi divulgado pelo perfil e, rapidamente, suas redes foram descobertas. Para tentar controlar os ataques, o rapaz prestou queixa na Delegacia de Crimes Cibernéticos, localizada na Rua da Aurora, no bairro da Boa Vista, e fez transmissão ao vivo através do Instagram, onde disse que ainda era virgem. “Isso é um menino, uma menina, alguém que tem algum problema comigo. Vocês não conhecem nem a conta, a conta foi criada hoje” disse. “Vocês estão me denegrindo e é isso aí. Vocês estão acreditando em algo que nem existe.” 

Os pais do acusado também saíram em sua defesa: “Galerinha, ele tem pai e tem mãe. Esse menino é de ouro, nós procuramos as autoridades para saber o que está acontecendo. Meu filho nunca que poderia estar numa situação dessas.” Ainda na delegacia, o delegado Eronides Meneses usou a conta do rapaz para fazer declarações: “Isso aí é um boato. Não acreditem em tudo o que veem na internet” afirmou Meneses. “Isso pode acabar com a vida de uma pessoa.”

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
Close