PM preso por atirar em mulher na rua em MT já foi denunciado por extorquir R$ 45 mil de empresário

Compartilhe
Read Time2 Minute, 22 Second

Conforme a denúncia do MP-MT, o policial ficou rondando a residência e o estabelecimento comercial do empresário para intimidá-lo a lhe dar dinheiro

Um dos dois policiais presos suspeitos de atirar em uma mulher de 44 anos, em Sorriso, na região norte do estado, na última sexta-feira (17), já foi detido e denunciado pelo Ministério Público Estadual (MPE) por extorsão. A vítima é um empresário do município, que sofreu ameaças e agressões para que desse ao suspeito R$ 45 mil.

Weberth Batista Ribeiro, de 30 anos, foi denunciado em novembro do ano passado pelo MP pelo crime. À época do crime, ele chegou a ser preso, mas depois foi solto.

Conforme a denúncia, o policial ficou rondando a residência e o estabelecimento comercial do empresário para intimidá-lo a dar o dinheiro a ele.

Weberth Batista Ribeiro, de 30 anos, está preso — Foto: Divulgação

Ele chegou a invadir o estabelecimento comercial da vítima, desferiu um soco em uma câmera de segurança e na sequência passou a pressioná-la fazendo ameaças com expressões provocativas e sugerindo estar armado. Toda a ação foi gravada pelo circuito interno, segundo o MP.

Além dele, foram denunciadas outras duas pessoas, incluindo o gerente de uma rede de supermercados do município.

O Ministério Público abriu duas investigações contra ele, sendo que uma por improbidade administrativa pelos indícios de extorsão do comerciante para cobrança de dívida. Outra, sobre as agressões físicas e tentativa de homicídio.

O outro policial preso suspeito de tentar matar Elizângela Moraes, Ezio Souza Dias, também é alvo dessa segunda investigação.

A tentativa de homicídio ocorrida em Sorriso foi registrada por uma câmera de vídeo. As imagens mostram a abordagem, o crime e o socorro às vítimas.

Elizangela Moraes foi atingida na cabeça e no pescoço — Foto: Arquivo pessoal

Atentado mulher

Elizangela Moraes estava sentada com o namorado dela em um banco público, quando os policiais passaram a e atiraram nela.

Um vídeo gravado por uma câmera de segurança mostra os policiais atirando na vítima.

Os dois soldados aparecem virando a esquina de uma rua e, ao passar pelo casal que está sentado em um banco público, apontam as armas para as vítimas. Um deles volta e agride a mulher. Nisso, o outro também retorna e atira contra a vítima, que cai no chão.

O namorado pede ajuda e outras pessoas se aproximam.

Os dois policiais foram presos horas depois do crime.

Elizangela continua internada no Hospital Regional de Sorriso. Via G1

+destaques

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
Close