PM se nega a pagar R$ 5 e mata guardador de carros na frente do filho, de 12 anos

Compartilhe
Read Time1 Minute, 57 Seconds

De acordo com relatos de moradores, policial saía de bar na altura do número 2185 da Avenida Brás de Pina quando baleou quatro flanelinhas no local

O guardador de carros Sérgio Souza Junior, de 40 anos, foi morto com um tiro no peito por volta de10h deste sábado em Vista Alegre, no Rio de Janeiro. O autor do disparo foi um PM que mora na região e se negou a pagar o valor de R$ 5 cobrado pelo flanelinha.

De acordo com relatos de moradores, o policial saía de um bar na altura do número 2185 da Avenida Brás de Pina quando tudo aconteceu. Além de Sérgio, outros dois guardadores de carro e o flanelinha Wesley Ferreira, de 24 anos, também foram baleados. Wesley passou por cirurgia no Hospital Getúlio Vargas, na Penha. Após o crime, o PM foi levado preso para a Delegacia de Homicídios da Barra, que será responsável pelas investigações e não forneceu outras informações sobre o caso.

Policial atirou contra flanelinhas na Avenida Bras de Pina

“Esse policial é conhecido aqui na área”, afirmou Marco Antônio Simões, primo de Sérgio. “Ele saiu do bar brigando com a mulher e já se negou a pagar flanelinhas em outras ocasiões”, garantiu.

Após o assassinato, amigos e familiares de Sérgio organizaram um protesto na altura do número 2271 da Avenida Brás de Pina por volta de 1h. A manifestação controu com a participação de cerca de 30 pessoas e chegou a interditar a via por 15 minutos. Cerca de 10 agentes do 41º BPM (Irajá) foram acionados e desobstruíram a pista de forma pacífica.

Conhecido pelo apelido de Gangster, Sérgio mancava em função de um acidente de moto recente e estava prestes a se aposentar por invalidez. Testemunhas relataram que ele foi morto na frente de seu filho de 12 anos de idade.

LEIA TAMBÉM

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
Close