Presa por assassinar idosa de 79 anos está na lista de sorteados para apartamentos populares em MS

Compartilhe
Read Time2 Minutes, 6 Seconds

Pâmela Ortiz de Carvalho, foi detida por matar brutalmente uma aposentada batendo a cabeça da vítima no meio-fio

A motorista Pâmela Ortiz de Carvalho, de 36 anos, que confessou ter assassinado uma idosa, de 79 anos, em Campo Grande, está entre os sorteados do cadastro de reserva de 602 apartamentos populares da capital. O nome dela aparece na listagem da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), para o jardim Aero Rancho 7.

A Agehab informou que está consultando o setor jurídico da agência sobre o nome de Pâmela entre os premiados, e que o cadastro reserva é feito para que pessoas que estejam nele possam substituir outras que não puderem receber a unidade habitacional por conta da falta de algum requisito necessário.

O advogado de Pâmela, Edmar Soares da Silva, disse que a família irá levar a documentação da cliente na agência e se for necessário pedirá escolta e autorização judicial para que ela assine a documentação.

No sábado (29) trinta e cinco mil famílias disputaram uma das unidades habitacionais. Todas se inscreveram na Agência Estadual e foram consideradas aptas a participarem do sorteio.

Motorista particular que matou aposentada em MS — Foto: Facebook/Reprodução

O caso

A idosa estava desaparecida deste o dia 23 de fevereiro, quando saiu de casa no bairro Santo Antônio, em Campo Grande, e era chamada de “vozinha querida pela criminosa”.

Quando houve o desaparecimento, vizinhos informaram à polícia que a idosa não costumava dormir fora de casa e mantinha o imóvel todo arrumado. A motorista atuava como motorista particular da idosa desde julho do ano passado.

“Ela vivia sozinha e eles estranharam o fato dela não aparecer no sábado e domingo. Então chegaram a pensar que ela poderia estar morta dentro do imóvel”, disse a delegada Christiane Grossi.

No dia 24 de fevereiro, a polícia encontrou o corpo da idosa na região do Indubrasil, em Campo Grande . O rosto dela estava completamente desfigurado e havia muito sangue no local do crime, principalmente próximo a um meio-fio.

Pamela foi chamada para prestar depoimento na segunda-feira (26). Durante o interrogatório, apresentou contradições e foi presa. Segundo a polícia, a morte da idosa teria sido motivada pelo fato da vítima ter descoberto que a motorista usou o cartão dela para fazer uma compra no valor de cerca de R$ 1 mil em shopping da capital.

Do G1/MS

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
Close