Painel Político

Revista, é uma editoria do site Painel Político, e apresenta notícias variadas sobre tecnologia, streaming, variedades, famosos, fatos do cotidiano no Brasil e no mundo.

Preso, policial que matou homem negro nos EUA é vigiado para não cometer suicídio

Para seus contatos
Read Time1 Minute, 22 Second

Derek Chauvin foi preso após ter sido demitido da polícia; ele matou George Floyd asfixiado durante uma abordagem

Derek Chauvin, acusado de assassinar George Floyd, em Minessota (EUA) tem uma câmera focada nele 24 horas por dia, e policiais checam sua cela regularmente – para evitar que ele cometa algum ato suicida.

Uma fonte na Cadeia do Condado de Ramsey, em St. Paul, Minessota – onde Chauvin está detido – disse ao site TMZ, que ele foi trazido no final da tarde de sexta-feira e não fez contato visual com ninguém ao chegar … antes de iniciar o processo de entrada.

Chauvin foi submetido a uma busca corporal sem roupa para procurar qualquer contrabando escondido. Então, ele vestiu um uniforme de prisão e eles o levaram a uma única cela em uma ala especial da instalação para casos de alto risco.

Chauvin está isolado e sendo vigiado constantemente. Há uma câmera em sua cela assistindo-o 24 horas por dia, 7 dias por semana, além de guardas monitorando o feed 24 horas por dia, 7 dias por semana. Além disso, ele é verificado pessoalmente a cada 15 minutos.

Divórcio

A esposa de Chauvin pediu o divórcio, após 10 anos de casamento, por não suportar o crime do marido. Ela, que é do Laos (Vietnã) disse que “toda a sua simpatia vai para a família de George Floyd”. Chauvin foi demitido da polícia logo após o episódio, junto com outros policiais que estavam presentes e não interviram na ação.

Por conta do assassinato de Floyd, protestos espalharam por mais de 30 cidades americanas, com quebra-quebra e saques durante cinco noites seguidas.

Jornalista, editor de Painel Político, consultoria e assessoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo