Williamens Pimentel e Álvaro Paraguassu não estavam em casa às 6 da manhã

O ex-secretário de Saúde Williamens Pimentel e o ex-diretor financeiro da Secretaria de Estado da Saúde na gestão de Confúcio Moura, Alvaro Paraguassu, alvos da Operação Pouso Forçado não estavam em suas casas quando a polícia chegou, por volta das 6 da manhã.

Eles estão sendo investigados por supostas irregularidades em contratos com uma empresa de taxi aéreo que faz voos regionais em Rondônia. Os aviões eram contratados mesmo o Governo do Estado tendo equipado o Corpo de Bombeiros com aeronaves para transporte de pacientes.

Williamens Pimentel foi secretário de saúde de Confúcio Moura, atendendo a um pedido do ex-senador Valdir Raupp. Ele foi candidato a deputado estadual em 2018.

No total estão sendo cumpridos 11 mandados de prisão.

One thought on “Principais alvos da Pouso Forçado não foram encontrados pela Polícia em casa”

  1. A titulo de esclarecimento, o nome completo do citado coordenador financeiro da Secretaria Estadual de Saúde – SESAU, é Álvaro Humberto Paraguaçu Chaves. Não vamos confundir com o médico ÁLVARO PARAGUASSÚ NETO, servidor aposentado sem qualquer mácula em seu currículo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *