Para seus contatos
Read Time1 Minute, 15 Second

O escritor e ativista aponta para “inundação de informação falsa” na plataforma.

OFacebook é a rede social com maior número de utilizadores em todo o mundo, um status que é devidamente acompanhado por uma dose de críticas recorrentes que levaram até à saída de algumas personalidades conhecidas. O mais recente caso é do conhecido autor norte-americano Stephen King.

“Estou saindo do Facebook. Não estou confortável com a inundação de informações falsas que é permitida nos anúncios políticos, nem estou confiante na capacidade [do Facebook] de proteger a privacidade dos utilizadores. Se quiserem, podem me seguir no Twitter”, pode se ler na publicação de King na sua página no Twitter (abaixo).

O autor por detrás de obras como ‘The Shinning’, ‘It’ e ‘The Dark Tower’ junta-se assim ao coro de vozes que tem criticado a decisão do Facebook de continuar a permitir anúncios políticos na rede social. Mark Zuckerberg tem até defendido que a informação dos anúncios políticos não deve ser verificada, explicando que os utilizadores terão todo o interesse em saber se os políticos que seguem lhes procuram mentir.

Vale lembrar que plataformas como o Twitter e o Spotify já decidiram banir todo o tipo de anúncios políticos, com o Snapchat optando pela estratégia de fazer uma verificação da informação neles contida.

Fonte: Noticiasaominuto