Mais Médicos

Em três meses, mais de mil profissionais desistem do Mais Médicos

Em três meses, mais de mil profissionais desistem do Mais Médicos

Programa teve início em janeiro após saída de médicos cubanos. Municípios relatam que médicos deixam programa para fazer residência ou porque não se adaptam O Ministério da Saúde confirmou nesta quinta-feira (4) que 1.052 profissionais desistiram do programa Mais Médicos nos primeiros três meses do ano. O número representa 15% das vagas preenchidas por médicos brasileiros após a saída de Cuba do programa em novembro de 2018. Um edital foi aberto ainda em novembro para ocupar as 8.517 vagas deixadas pelos cubanos no programa. No total, 7.120 vagas foram preenchidas por brasileiros formados no Brasil. As vagas remanescentes foram, então, oferecidas…
Leia mais