O prelado, que foi arcebispo de Rio Branco entre 1972 e 1998 tinha 83 anos

O Vaticano News, canal de notícias da cidade do Vaticano noticiou nesta terça-feira o falecimento do Arcebispo de Porto Velho Dom Moacyr Grechi, ocorrido na tarde da última segunda-feira em um hospital particular da capital.

Dom Moacyr foi um dos fundadores do Conselho Indigenista Missionário (CIMI) e da Comissão Pastoral da Terra, entidade que presidiu por oito anos. Destacou-se pela defesa dos indígenas, dos seringueiros e dos trabalhadores rurais. Lutou pela punição dos assassinos de Chico Mendes, que conheceu pela atuação nas Comunidades Eclesiais de Base (CEB’s). Como arcebispo de Porto Velho, contribuiu para a criação da Faculdade Católica de Rondônia, da Comissão Justiça e Paz de Rondônia e para o fortalecimento dos Centros Sociais da Arquidiocese. Teve como lema: “O último de todos e o servo de todos”. Foi membro delegado pela CNBB da V Conferência Geral do Episcopado Latino-americano e Caribenho realizada em Aparecida em maio de 2007.

Dom Moacyr Grechi

Em julho de 1998, Dom Moacyr Grechi, que era natural de Santa Catarina, foi nomeado arcebispo de Porto Velho. Ele se tornou arcebispo emérito no dia 30 de novembro de 2011.

Foi ordenado padre em 1961, aos 25 anos. Em julho de 1972, Grechi foi indicado bispo prelado no Acre.

Confira a nota da Arquidiocese de Porto Velho sobre a morte de Dom Moacyr Grechi:

NOTA DE PESAR

Cumprimos com pesar o doloroso dever de informar o falecimento de Dom Frei Moacyr Grechi, OSM, Arcebispo Emérito de Porto Velho, neste início de noite de segunda-feira, dia 17 de junho, no hospital onde estava internado tratando de uma infecção. Nascido aos 19 de janeiro de 1936 em Turvo – SC, Dom Moacyr foi ordenado presbítero da Ordem dos Servos de Maria aos 29 de junho de 1961. Tendo sido nomeado prelado do Acre e Purus em 1972, múnus que exerceu por pouco mais de um ano como presbítero, foi ordenado Bispo Titular de Vegesela em Numidia aos 21 de outubro de 1973. Ao ser erigida a Diocese de Rio Branco em 1986, foi nomeado seu Bispo.

Em 29 de julho de 1998 foi nomeado Arcebispo de Porto Velho, cargo que exerceu até a aceitação de sua renúncia por idade aos 30 de novembro de 2011. Durante seu ministério, Dom Moacyr sempre se mostrou preocupado com as causas sociais, com a vida dos pequenos e dos pobres.

O que fez também a nível institucional, sendo um dos criadores da Comissão Pastoral da Terra (CPT), sendo seu presidente por oito anos, e do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), atuando na defesa dos pequenos agricultores, dos indígenas, dos seringueiros e de muitos outros em situação de exclusão social.

Destaca-se outrossim o seu grande amor e incentivo às CEBs (Comunidades Eclesiais de Base), movido sempre pela profecia vinda do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo (cuja leitura costumava carinhosamente cobrar do povo), bem como um profundo amor pela Santíssima Mãe de Jesus.

Assim que tivermos maiores detalhes sobre o sepultamento tornaremos a informar. Dai-lhe, Senhor, o repouso eterno, e brilhe para ele a vossa luz!

Porto Velho, 17 de junho de 2019.

† Roque Paloschi

Bispo da Igreja que está em Porto Velho

Pe. Marcelo Moschini Daudt

Chanceler