Faça parte de nossos grupos de Whatsapp

Regional

Williames Pimentel, ex-secretário de saúde de Rondônia é considerado foragido da polícia

Investigação aponta que servidores da Sesau pagavam ilegalmente por voos de táxi aéreo, que nem chegaram a decolar. Mandado a ser cumprido é de prisão temporária

A Polícia Civil confirmou, nesta sexta-feira (29), que está tentando prender Williames Pimentel, ex-secretário de saúde de Rondônia. O mandado de prisão temporária foi expedido pela Justiça com base em uma investigação da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco).

Desde as primeiras horas da manhã, os agentes da Draco cumprem 13 mandados de prisão contra servidores da Secretaria de Saúde de Rondônia (Sesau), através da Operação Pouso Forçado.

Segundo a Polícia Civil, Williames teria participado de um esquema de contratação ilegal de táxi aéreo para transporte de medicamentos. O crime ocorreu enquanto ele era secretário da Sesau.

As investigações começaram há dois anos e revelaram que o grupo criminoso, dentro da Sesau, pagava a mais para uma empresa fazer voos de táxi aéreo. Porém, se descobriu que estes voos pagos com dinheiro público não chegaram a decolar.

Williames Pimentel — Foto: Governo de Rondônia/Divulgação

Trajetória

Williames Pimentel de Oliveira nasceu em 1962 na cidade de Porto Velho. Ele fará 57 anos no próximo mês de abril. Ele já ocupou cargo de comando tanto na Prefeitura de Porto Velho quanto no governo estadual e até no Governo Federal. Pimentel é advogado, casado e pai de três filhos.

Ele também já foi diretor da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e em 2009 foi nomeado pela segunda vez Secretário Municipal de Saúde de Porto Velho. Em 2012 ele entrou no cargo de secretário de estado da Saúde.

No ano de 2016, Williames se candidatou à prefeitura de Porto Velho, mas não obteve os votos suficientes nas urnas para virar prefeito da capital.

Sobre o autor

Jornalista, editor de Painel Político, consultoria e assessoria.
Related posts
Regional

Mulher é acusada de desligar aparelho de oxigênio do pai, em Vilhena, "quero dar um fim ao sofrimento dele"

Regional

Polícia Militar de Rondônia inova mais uma vez e prende jovem que portava moeda de R$ 1 furada por "destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia".

Regional

Em Rondônia, 79 pessoas foram assassinadas nos dois primeiros meses de 2019

Regional

Professor aposentado de 71 anos é preso suspeito de abusar de 2 crianças em Vilhena

Assine nossa newsletter e receba nosso boletim semanal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *